6 dicas para ajudar as crianças a focar nos estudos

Se há uma preocupação compartilhada por muitos pais, sem dúvidas, se trata de como contribuir efetivamente para melhorar o desempenho escolar dos filhos. Tanto é que muitos deles estão sempre em busca de dicas para focar nos estudos e tornar o aprendizado uma atividade mais prazerosa.

Afinal de contas, eles querem ver as crianças aproveitando ao máximo o período do colégio porque, com uma ampla e aprofundada educação, os mais jovens podem desfrutar de múltiplas oportunidades no futuro. Pensando nisso, trouxemos seis sugestões de como você consegue ajudar o seu filho de forma descomplicada. Confira!

1. Separe um local para o seu filho estudar

Antes de qualquer coisa, garanta que o seu filho tenha um lugar exclusivo onde ele possa focar 100% nos estudos. Isso é importante por três motivos:

  • nesse espaço, ele poderá deixar livros, cadernos, apostilas, agendas e outros materiais sempre dispostos e acessíveis conforme ele avança nos estudos, precisa checar informações de outras matérias ou fazer consultas em antigas anotações;
  • nesse ambiente, ele poderá ficar sozinho sem ser atrapalhado por parentes ou visitas, o que é fundamental para melhorar a concentração, o fluxo de raciocínio e a engajamento dele com os afazeres escolares;
  • nesse canto, ele poderá evitar a procrastinação que acontece ao se estudar em locais com distrações constantes, como o próprio quarto (com a cama convidando para uma soneca), a varanda (com barulhos e movimentações fora de casa) ou a cozinha (com o cheiro de comida no fogo ou quitutes à vista).

2. Estabeleça uma rotina de estudos

Os horários em que as crianças estudam em casa também é importante para melhorar o desempenho delas. O motivo? É bem simples: sem uma rotina pré-estabelecida, elas ficam mais propensas a terem menos contato com as matérias fora da escola, a atrasarem deveres de casa e trabalhos, a deixarem o aprendizado para depois porque querem fazer outra coisa (como assistir tv, jogar videogame ou ficar navegando na internet) etc.

Por essa razão, converse com o seu filho e chegue a um acordo dos horários que ele vai reservar para focar nos estudos. O ideal é cerca de uma a duas horas por dia, no turno em que ele se sente mais disposto e relaxado, o que contribui para uma leitura mais fluída, o raciocínio lógico mais aflorado e uma maior capacidade de escrita.

3. Estimule a revisão das matérias

A terceira sugestão entre as nossas dicas para focar nos estudos é estimular que as crianças façam revisões semanais das matérias. Assim, elas têm a oportunidade de rever o que aprenderam ao longo das últimas aulas, fixar melhor aqueles assuntos mais teóricos e exercitar as matérias que envolvem cálculos.

Outro grande benefício desse hábito é que elas conseguem identificar em que disciplina têm mais dúvidas ou dificuldades e, a partir disso, dar uma maior atenção aos conteúdos dela para sanar esse problema.

4. Proponha redações semanais

Além das matérias tradicionais (matemática, português, inglês etc.) é fundamental que o seu filho também desenvolva a escrita, já que ela é uma habilidade que impacta a forma dele se expressar, os resultados que obtém nas provas da escola e, não muito distante, os resultados que ele obterá no vestibular.

Para tanto, converse com ele e proponha o seguinte desafio: a cada semana, você dará um tema diferente para que ele disserte a respeito. Você será responsável por avaliar o texto e aprová-lo, garantindo uma premiação especial (como um passeio familiar).

5. Pesquise por materiais complementares

Outra das dicas para focar nos estudos é expandir o aprendizado das crianças para além do contato com os livros. Embora eles sejam, sim, a principal fonte de informação e conhecimento, não é preciso que também sejam a única disponível.

Documentários, podcasts, séries, obras literárias, filmes e matérias jornalísticas são conteúdos que podem ser de grande ajuda para os estudantes, em especial, aqueles mais hiperativos e com dificuldades em compreender questões mais abstratas.

Afinal, esses materiais os ajudam a se aprofundarem nos assuntos das disciplinas, a praticarem o que aprenderam, a terem uma percepção mais clara dos fatos históricos, a conhecer detalhes específicos sobre temas vistos em sala de aula, a apurar o que mudou ao longo do tempo na sociedade (e quais os movimentos sociais por trás disso) etc.

Tudo isso sempre de uma forma diferente e que envolve não só outros processos cognitivos, mas também o estímulo a outros sentidos além do visual. Resumindo: o ato de estudar pode ser muito mais dinâmico, diversificado e até mesmo divertido, aumentando o interesse das crianças nas atividades escolares.

6. Defina uma leitura conjunta dos paradidáticos

Uma última sugestão é definir, para você e o seu filho, um cronograma de leitura conjunta dos paradidáticos que ele vai estudar durante o ano letivo nas aulas de literatura — geralmente, é um ou dois títulos por período de avaliações. Por exemplo:

  • primeira etapa: 15 dias para ler O Meu Pé de Laranja Lima;
  • segunda etapa: 20 dias para ler Dom Quixote;
  • terceira etapa: 30 dias para ler Vidas Secas.

Essa é uma forma de estimulá-lo a não só conhecer as histórias dessas obras com antecedência em relação às provas, mas também a se inteirar a respeito dos autores que as escreveram e o que as levou a se tornarem clássicos nacionais ou mesmo internacionais.

De quebra, a cada ciclo de leitura que é finalizado por vocês dois, ambos podem fazer uma roda de conversa para trocar ideias, impressões, reflexões e críticas sobre os livros. Com o tempo, essa prática contribui para desenvolver o hábito da leitura em toda a família, tornando pais e filhos leitores para lá de assíduos. Que tal?

Como você viu, há diversas dicas para focar nos estudos e o melhor: todas elas são fáceis de colocar em prática na rotina do lar. Para completar, muitas delas promovem um maior convívio dos pais com as crianças, tornando-os verdadeiramente participativos na educação delas. Portanto, se inspire nessas sugestões e faça a diferença com o seu filho!

E como estamos falando sobre o período escolar, aproveite a deixa para ficar por dentro dos principais benefícios das atividades extraclasse na formação dos estudantes!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.