Organização para estudos: 6 dicas para ajudar as crianças em casa

Não é novidade que os bons hábitos devem ser criados desde a infância, não é mesmo? E a organização nos estudos é um deles, que faz toda a diferença no sucesso da vida escolar dos estudantes.

A verdade é que a pandemia trouxe desafios tanto para as instituições de ensino quanto para os pais. Manter as crianças e jovens engajados nos estudos requer muita dedicação nesse momento, mas a vantagem é que os aprendizados vão ser levados para a vida.

Que tal algumas dicas de como ajudar nessa missão? Acompanhe a seguir!

1. Estabeleça uma rotina

Até quem não gosta de rotina sabe da sua importância para a produtividade. Ter horários e tarefas bem definidas é realmente uma ótima estratégia para manter o foco no dia a dia.

Porém, é natural que as crianças ainda não tenham percebido isso ou prefiram ter uma agenda livre, sem muita rigidez. Ter tempo livre é muito bom em qualquer fase da vida, mas ajudar a criar uma rotina também é importante — principalmente para aprender sobre responsabilidades e gestão de tempo.

Então, vale a pena apostar na organização nesse momento, criando um esquema de atividades que devem ser cumpridas em cada período. Por exemplo, liste as prioridades (como estudar e fazer as tarefas da escola) e defina quando elas serão realizadas, deixando alguns intervalos livres para descanso e lazer.

Depois de ter essa rotina estruturada, o papel dos pais é acompanhar o cotidiano para que o plano funcione bem e fazer pequenos ajustes sempre que necessário.

2. Tenha um espaço adequado para estudar

Além do tempo, a organização do ambiente é outro aspecto relevante. Estudantes sabem que vão para a escola estudar e isso faz toda a diferença, assim como deve acontecer em casa.

A pandemia acabou mostrando para muita gente que ter o seu espaço para trabalhar ou estudar contribui bastante com o rendimento. Afinal, ficar deitado no sofá pode ser gostoso por algum tempo, mas não vai favorecer sua concentração a longo prazo, não é verdade?

O conforto do lar não pode ser um empecilho para os jovens estudarem. Por isso, ter um local de estudos é essencial, por menor e mais simples que ele seja. Deixe todos os materiais disponíveis, garanta uma boa iluminação e incentive que o espaço seja utilizado diariamente.

3. Crie metas diárias

Ter metas bem claras deixa a rotina ainda mais eficiente, já que não adianta ter uma sequência de tarefas para fazer, se você não está comprometido a vencer cada uma delas todos os dias.

No caso dos mais novos, os pais ou responsáveis que convivem com a criança precisam cobrar algumas coisas até que ela desenvolva sua autonomia e protagonismo. Não adianta também ser tão rigoroso nessa questão, lembrando que cada fase da vida envolve suas responsabilidades.

Se a intenção é contribuir com a organização para estudos, veja quais são os pedidos da escola (tarefas, trabalhos etc.) e adicione algumas metas extras que vão ajudar no desenvolvimento do seu filho. Por exemplo, a leitura e o aprendizado de um novo idioma são excelentes opções a serem incluídas na rotina.

O exercício da disciplina e do comprometimento vem logo em seguida. As metas devem ser esclarecidas e cumpridas como parte do combinado, sem atrelar ameaças ou chantagens.

4. Limite o uso da tecnologia

Já entendemos que as tecnologias não são as grandes vilãs da humanidade, certo? Elas trazem muitos benefícios e, claro, alguns riscos que podem ser controlados. O que importa é visar sempre aproveitar a parte boa que elas têm para oferecer.

Com os dispositivos eletrônicos é possível aprender, brincar e interagir. O problema está no excesso de tempo destinado ao universo tecnológico, inclusive quando a criança ou o adolescente não se dedica a outras coisas que não envolvam telas.

Enfim, o segredo está em saber limitar o uso das tecnologias. O tempo e o conteúdo acessado são as duas questões principais nesse contexto. Com supervisão, não há perigo de aprender a lidar com essas ferramentas e usá-las nos intervalos da rotina. Se perceber que o contato está excessivo, proponha uma programação diferente e ofereça recursos para diminuir o uso dos eletrônicos.

5. Estimule o contato com outros colegas

A convivência com outras pessoas é um ingrediente especial no processo de aprendizagem. É claro que é possível aprender sozinho, mas compartilhar essa experiência pode ser muito benéfico.

Pensando nisso, os pais devem estimular o contato dos filhos com os colegas, tanto para o convívio social e de lazer quanto para estudar. Por mais que você acompanhe de perto a vida escolar da criança, nem tudo pode ser resolvido com a sua ajuda e sim com a presença dos amigos.

Na hora de tirar dúvidas, trocar materiais e fazer atividades em conjunto, as amizades cultivadas em sala de aula fazem toda a diferença. As relações favorecem ainda o desenvolvimento da autoconfiança, empatia, comunicação, entre outras características.

6. Cuide do bem-estar de quem você mais ama

Ninguém consegue ser produtivo quando não se sente bem, ao menos por muito tempo. É fato que um bom rendimento nos estudos depende de dedicação, mas nenhuma organização é suficiente quando falta energia e motivação para cumprir a rotina.

Sendo assim, todos os detalhes relacionados à saúde e bem-estar importam. O que isso quer dizer? A criança pode ter dificuldade de concentração por manter uma alimentação pobre em nutrientes, assim como ter falhas de memória pela falta de sono. O esporte é um exemplo disso, já que favorece indiretamente na educação, por criar disciplina e aumentar a concentração.

Ao pensar na produtividade da rotina, não foque apenas nos compromissos com o estudo. Lembre-se de que tudo o que acontece pode contribuir ou prejudicar essa parte. Portanto, manter a saúde física, mental e emocional em dia também deve ser uma prioridade!

No fim das contas, melhorar a organização para estudos é uma missão que envolve pequenas e simples atitudes. O apoio da família é fundamental para orientar os jovens nesse caminho, principalmente nesse período da pandemia e da volta gradual das escolas.

O que achou das nossas sugestões? Esperamos que sejam úteis para você! Se quiser acompanhar todos os conteúdos e continuar recebendo outras dicas, assine a nossa newsletter!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.