Quando estudar para o Enem? Veja como apoiar os adolescentes

Uma das angústias frequentes em adolescentes é escolher a carreira a seguir e se preparar para o vestibular. Nesse sentido, saber quando estudar para o Enem é uma decisão importante e que necessita de apoio da família.

Esse exame é o principal para conseguir acesso ao ensino superior brasileiro e, como se trata de uma prova extensa e com muitos conteúdos, os jovens podem ter dificuldade de organizar os estudos. Por isso, começar a se organizar com antecedência é uma forma de evitar a ansiedade.

Quer saber como ajudar seu filho a se planejar para ter um ótimo desempenho no Enem? Então, continue a leitura e veja algumas dicas.

Quando os adolescentes podem começar a estudar para o Enem?

O Enem reúne os conteúdos essenciais do Ensino Médio. Assim, ao ingressar nessa etapa do ensino já é possível começar a preparação. Ainda que o jovem não tenha decidido qual profissão pretende seguir, iniciar os estudos para ter um bom desempenho na avaliação é um caminho para garantir mais tranquilidade na hora da prova.

Além disso, conhecer as áreas do conhecimento com maior profundidade é uma maneira de descobrir as próprias afinidades e ajuda na escolha da carreira. É importante destacar que antes de concluir o Ensino Médio também é possível fazer a prova na condição de treineiro.

Portanto, se a sua dúvida é quando estudar para o Enem, a resposta é: o quanto antes. Assim, realizar simulados, fazer leituras e praticar a escrita antecipadamente são excelentes ações para estar bem preparado no momento do exame. Dessa maneira, quando se aproximar da prova, o candidato só precisará fazer revisões e reforçar os conhecimentos que já foram consolidados.

Apesar disso, se a decisão pelos estudos for de última hora, também é possível se sair muito bem. Nesse caso, será preciso montar um cronograma com um período diário de estudos mais longo. No entanto, não é necessário entrar em pânico, basta aproveitar bem o tempo disponível e focar no que é essencial.

Como ajudar o adolescente a se preparar para o exame?

A família tem um papel muito importante nesse momento, pois pode ajudar tanto nos estudos quanto nos aspectos emocionais envolvidos na fase. Confira algumas dicas para apoiar os adolescentes durante esse período.

Ajude na organização dos estudos

A rotina organizada é essencial para que os estudos sejam efetivos. Pode ser que o jovem tenha dificuldade em montar esse cronograma de maneira realista e eficiente. Por esse motivo, a ajuda dos adultos é fundamental. Observe as matérias que precisam ser estudadas e o tempo disponível.

É importante planejar os conteúdos para cada dia da maneira que for mais adequada à forma de estudar do jovem. Entenda que o seu filho tem o ritmo de estudos próprio, bem como formas de aprender individuais. Ajude-o a reconhecer o que funciona melhor para ele, mas não imponha a sua maneira de aprender ao jovem.

Ofereça apoio emocional

Como mencionamos, o apoio emocional é essencial, pois essa fase de preparação pode ser muito desgastante. Assim, estar disponível para ajudar e conversar sobre o assunto sempre que seu filho estiver angustiado são cuidados importantes. É possível que nesse período o principal assunto da casa seja o exame, então, os adultos precisam lidar bem com isso.

Da mesma forma, o adolescente necessitará de momentos de descanso e descontração. A família pode ajudar com isso sugerindo programas divertidos e que aliviem o estresse. Se houver alguma resistência, mostre ao seu filho como isso ajudará a melhorar os resultados. Programe experiências prazerosas que não atrapalhem o cronograma que vocês criaram.

Evite cobranças excessivas

É necessário que a família encontre o equilíbrio entre oferecer apoio e não cobrar demais do jovem. Isso porque, colocar muitas expectativas no desempenho pode gerar ansiedade e ser prejudicial ao adolescente. Assim, a dica é apoiar, mas sem pressionar.

Mostre que a prova é um passo importante para o futuro, mas que ela não determina o sucesso profissional. Da mesma maneira, é interessante destacar que esse exame acontece anualmente e que não há problema em precisar de uma nova tentativa para conseguir a aprovação.

O mesmo vale para a escolha do curso que realizará. A família pode orientar e ajudar a conhecer mais sobre as profissões, mas não deve interferir no protagonismo do filho, já que a decisão cabe apenas ao jovem. Um bom caminho é levá-lo a feiras e mostras profissionais, realizar testes vocacionais e conversar com pessoas que atuem nas áreas de interesse.

Reserve um espaço adequado

Contar com o ambiente adequado para os estudos também é fundamental para que eles fluam bem. Isso impactará positivamente no rendimento e ajudará a garantir que o cronograma seja cumprido. Dessa forma, o local de estudos precisa ser tranquilo, iluminado e ter materiais à disposição.

O ambiente propício envolve também o comportamento da família. Assim, o local de estudos deve estar afastado dos cômodos em que há mais barulho e interação entre os familiares. Similarmente, o cronograma de estudos tem de considerar a rotina da casa para aproveitar os momentos de mais tranquilidade.

Ajude o adolescente a se manter saudável

Nessa fase de ansiedade e foco total, o adolescente pode descuidar da alimentação, da vida social e das atividades físicas. Nesse cenário, cabe à família alertar para esses elementos e ajudar na manutenção dos bons hábitos. Assim, demonstre ao seu filho que se cuidar é essencial para ter um bom desempenho nos estudos.

Os adultos podem oferecer lanches saudáveis, convidar para a prática de algum esporte em família e recomendar momentos de descontração com os amigos. O adolescente ainda está aprendendo a lidar com grandes pressões, portanto, os pais ajudam muito ao demonstrar a importância de manter o equilíbrio.

Em suma, saber quando estudar para o Enem e contar com o apoio da família nesse momento é essencial para que os adolescentes passem pela fase com tranquilidade. Isso, além de influenciar no desempenho obtido, também ajuda a trazer mais segurança e consciência para a escolha da profissão.

Para acompanhar mais dicas como as que você viu neste post, nos siga no Facebook, Twitter, Instagram, LinkedIn e YouTube.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.